Calendário

Julho 2017
D S
1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31

Editais

Galeria de Fotos

BIR 7779

Vídeos

vainer

 

A Orquestra Sinfônica da UFRJ (OSUFRJ) vai se apresentar no dia 15 de julho (sábado), às 16h, no Concerto de Aniversário da Academia Brasileira de Música. O concerto terá Nelson Freire ao piano e regência de Roberto Tibiriçá. Eles vão executar obras de Heitor Villa-Lobos em comemoração aos 130 anos de nascimento do compositor. O programa inclui Bachianas Brasileiras Nº 2: “Prelúdio – O Canto do Capadocio”, “Aria – O Canto da Nossa Terra”, “Dança – Lembrança do Sertão”, “Toccata – O Trenzinho do Caipira”; e peças solo com Nelson Freire.

Foto 1. ORQUESTRA UFRJ

As funções acadêmicas da Orquestra da UFRJ visam, principalmente, o treinamento e a formação de novos profissionais de orquestra, solistas e regentes, além de ser importante para a divulgação de obras de compositores brasileiros jovens e dos já consagrados. Uma de suas principais características é a valorização da produção musical brasileira de todos os tempos, com a execução de mais de uma centena de obras em estreia mundial. Atualmente, a OSUFRJ participa de importantes eventos da cena musical carioca, como o Festival Villa-Lobos e a Bienal de Música Brasileira Contemporânea, e se apresenta nas principais salas de concertos, como o Theatro Municipal e a Sala Cecília Meireles. Na Escola de Música da UFRJ, os concertos são frequentes no Salão Leopoldo Miguez, com entrada franca.

 

FOTO 2. N.Freire foto Benjamin Eolavega

Nelson Freire começou a tocar piano quando tinha três anos, surpreendendo ao tocar de memória peças que haviam sido executadas pela sua irmã mais velha, Nelma. Aos cinco anos, realizou o seu primeiro recital. Ao longo de cinco décadas e com atuações em cerca de 70 países, Freire se tornou uma estrela no cenário internacional. Ele gravou para a Sony/CBS, Teldec, Philips e Deutsche Grammophon, e ganhou diversos prêmios. Em 2002, o cineasta João Moreira Salles estreou o documentário Nelson Freire - um filme sobre um homem e sua música. É um comovente retrato do pianista, de sua vida e arte.

FOTO 3

Roberto Tibiriçá, após vencer concursos para Jovens Regentes da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, passou a ser o principal regente convidado desta Orquestra por quase 18 anos. No Rio de Janeiro, atuou como diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB). Tibiriçá apresentou ao público carioca várias primeiras audições, além de várias obras de autores brasileiros. Recebeu prêmios pela sua atuação na OSB. Seu trabalho em prol da música nacional se destacou bastante após entrada na Orquestra Petrobrás Pró Música. Também idealizou diversos concursos e participou de edições do Projeto Aquarius.

 

A classificação indicativa é livre.

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro fica na Praça Floriano, s/nº, Cinelândia, Centro

Acesse o site do THEATRO para compra de ingressos.

Para outras informações: (21) 2332-9191 / 2332-9134 / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

UFRJ Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ